Claudio Space

Por que viver é aprender!

Cloud Computing?

Posted by CLAUDIO ALVES em 30/05/2010

Já ouvimos tanto sobre este assunto, mas nem todo mundo o entende corretamente ainda. Preparei um post e espero que melhorem seus conhecimento a respeito deste assunto.

Cloud Computing ou Computação em nuvem é um termo usado para descrever um ambiente de computação baseado em uma rede massiva de servidores, ou seja é um conjunto de recursos tais como aplicações, área de armazenamento, conectividade e serviços todos disponibilizados na Internet, não sendo necessário a instalação de nenhum programa, apenas o acesso a internet.


Esse foi uma solução para as empresas que tinham um alto custo com Tecnologia da Informação (TI), sendo que gastavam 80% do seu tempo com manutenção de sistemas. Com a Computação em nuvem não é necessário mais investimentos na infra-estutura do datacenter, novas aquisições de hardware ou software. A empresa pode contar com uma extensão da capacidade de sua área de TI, disponível em tempo real na Internet, e sem se preocupar com a gestão do aumento da complexidade de TI.

Esse tecnologia vem sendo viabilizada por diversos fatores tais como o acesso quase ilimitado à Internet, a fabricação de servidores extremamentes poderosos, as tecnologias sofisticadas de virtualização e a arquitetura multitenant (veja mais aqui), que permitem a execução de software para varios clientes simultaneamente, exemplo Remote Aplication ou Citrix.

Várias organizações já reconhecem o valor da computação em nuvens, como a IBM, por exemplo que  introduzido à TI corporativa durante o primeiro semestre de 2008 o IBM® Blue Cloud™. O Blue Cloud usa os servidores IBM BladeCenter® , um sistema operacional Linux® , virtualização baseada em Xen e o software de gerenciamento Tivoli® da IBM. Em síntese, o Blue Cloud é uma série de ofertas de computação em nuvem baseadas em padrões abertos e software livre que ajudam as corporações a fornecerem recursos Web 2.0, como mashups (que é tipicamente código de terceiros através de uma interface pública ou de uma API), colaboração aberta, redes de relacionamentos e comércio remoto.

Disponibilizo abaixo uma seleção com serviços gratuitos e on-line utilizados para editar fotos, criar textos, fazer planilhas, montar apresentações e simular um desktop virtual (clieuqe e faça o teste):

Befunky: um editor de imagem que não exige cadastros, para a felicidade de muitos usuários, é especializado em filtros. Com poucos cliques, dá pra transformar qualquer foto em uma imagem cheia de estilo.
PhotoshopExpress: um editor de imagem a versão on-line oferece recursos como autocorreção, remoção de olhos vermelhos e carimbo (para levar a outra região partes de uma imagem), entre outros, o usuário do Photoshop Express pode, por exemplo, puxar fotos de outros sites (caso do Flickr, Facebook e Picasa), alterá-las e depois devolvê-las a essas redes sociais.

FotoFlexer : um editor de imagem de fácil uso, não exige informações como e-mail, login e senha. Autocorretor, ferramenta para tirar olhos vermelhos, cortar e redimensionar estão entre as opções básicas. Na aba de “efeitos”, o internauta consegue facilmente mudar os tons da imagem, enquanto “decorar” permite colar adesivos (borboletas, óculos e olhos, por exemplo) e escrever textos. Há também ícones animados.

GoogleDoc: Para usar o Google Docs é necessário ter um conta do Google, também usada para acessar o e-mail, o Orkut e o Gtalk, entre outros serviços do gigante de buscas. Parecido com o pacote Office, da Microsoft, o Google Docs oferece ferramentas para documentos, planilhas e apresentações, tudo é feito e armazenado on-line, sem que o usuário utilize a capacidade de armazenamento de seu computador.

Gohost: um desktop virtual com a conta de convidado, que não exige cadastro, o internauta tem acesso a um desktop virtual que exibe diversas ferramentas na área de trabalho, como se elas estivessem instaladas em seu computador. Com a diferença de que essa mesma tela, com essas mesmas ferramentas, aparece quando o internauta se conectar em qualquer outra máquina. Aprovado!(Douglas),Obs: dependendo da conexão torna-se uma pouco lento o acesso.

Glide: desktop virtual oferece 10 GB gratuitos de capacidade de armazenamento para seus usuários. De fácil uso (mas com visual menos amigável que o Desktoptwo), a ferramenta traz na área de trabalho um editor de imagem, calendário e diversas outras ferramentas: de texto, para criar apresentações, para compartilhar arquivos e para criar sites.

OfficeLive: A versão on-line (e gratuita) dos programas Word, Excel e PowerPoint está disponível para qualquer usuário que tiver ou criar uma identidade chamada Windows Live ID. Com a ferramenta também é possível armazenar esses documentos online.

Conhece mais algum? Deixe um comentário!

No futuro não serão mais necessários os computadores pessoais com grande capacidade de processamentos. As pessoas usarão apenas um equipamento portátil, com um browser para acessar a internet, e através dele será possível acessar qualquer infomação pessoal(fotografias, músicas, vídeos, etc) e também aplicativos que estarão todos na nuvem.cativos que estarão todos na nuvem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s