Claudio Space

Por que viver é aprender!

Clássicos do Mundo Corporativo – Max Gehringer

Posted by CLAUDIO ALVES em 05/06/2010

Max Gehringer é um autor de sucesso, seu quadro no Fantástico, da TV Globo é um campeão de audiência, autor de outros livros já conhecidos, em seu livro Clássicos do Mundo Corporativo é uma seleção de comentários que mais foram comentados pelos seus ouvintes do programa na rádio CBN, sendo que estes temas selecionados geraram entre 150 a 200 respostas.
Os textos são curtos e sempre cheios de humor, são sedutores e deixam uma boa mensagem ao seu final. Me identifiquei bastante com alguns textos, na verdade a maioria deles, pois todos já vivemos algumas situações ali descritas. 
Há um texto em que Max compara a necessidade de um diploma, pois lá pelos anos de 1970, quem não tivesse um curso de datilografia não poderia de candidatar a um bom emprego, hoje, quem não tiver um MBA, adeus à vaga.
Recomendo a leitura, mesmo que você ache que não tem tempo, pois cada texto tem no máximo 2 páginas, e o livro é de bolso, além de custar em torno de 6,00. Vai dar boas risadas e refletir bastante.
Abaixo segue um texto do livro:
Clássicos do Mundo Corporativo: Regra do 5%

Eu hoje me lembrei de uma dessas estatísticas baseadas mais no bom senso do que na técnica: a regrinha dos 5%.

Segundo essa regra, de tudo o que nós escutamos, vemos, falamos, lemos ou escrevemos todos os dias, só 5% realmente interessam. O resto é descartável. Da mesma forma, de cada 100 estagiários contratados por empresas, só 5 chegarão a cargos de chefia. De cada 100 pequenos negócios que são abertos, só 5 se transformarão no sucesso que o dono sonhava. De cada 100 bons alunos, só 5 repetirão na vida profissional o excelente desempenho que tiveram na escola. 


A mesma regra vale para o trabalho. Se nós passamos 40 horas por semana em uma empresa, só durante 5% desse tempo, ou 2 horas, estaremos fazendo alguma coisa, pela qual poderemos ser lembrados daqui a algum tempo. As outras 38 horas serão gastas em trabalho de rotina, em reuniões, em conversas ao telefone ou em bate-papos sem importância.

Um teste que eu fazia comigo mesmo era me perguntar como eu tinha gasto as minhas 2 horas de criatividade na semana anterior. E no mais das vezes, eu descobria que tinha sido simplesmente engolido pela rotina.

Essa lição, dos 5%, eu devo ao meu saudoso professor Vantuil. Certa vez, durante uma daquelas algazarras incontroláveis em classe, o professor Vantuil, calmamente, disse que os 95% de alunos que quisessem persistir na bagunça, poderiam continuar a vontade, porque ele estava interessado em dar aula apenas para os 5%, que iriam ser alguma coisa na vida. E a classe, imediatamente, ficou em silêncio. Porque todo mundo, sempre se considera parte dos 5% que vão dar certo.

Não sei se a lição do professor Vantuil funcionou no meu caso, mas certamente funcionou no caso do professor Vantuil. Porque eu devo ter tido uns 100 professores na vida, e ele é um dos 5 que eu ainda me lembro.

Uma resposta to “Clássicos do Mundo Corporativo – Max Gehringer”

  1. clebson said

    ei cara massa demais esse seu site…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s