Claudio Space

Por que viver é aprender!

Fazer o que eu gosto é suficiente?

Posted by CLAUDIO ALVES em 07/01/2011

Carreiras técnicas precisam de planejamento.

Em seu livro “Siga Sua Vocação que o Dinheiro Vem” (traduzido) Marsha Sinetar, traz a idéia  de que o melhor caminho para construir uma carreira de sucesso é seguir seus instintos, buscando o melhor trabalho de acordo com suas preferências e aptidões. Antigamente, muitos profissionais técnicos construíam suas carreiras fazendo exatamente isto. No entanto, os tempos mudaram, e aqueles

mesmos profissionais dizem agora que uma carreira técnica requer planejamento cuidadoso. A verdade é que as pessoas deveriam fazer o que amam e amar o que fazem, mas no mercado de trabalho moderno e com o cenário tecnológico atual, amar apenas não basta.

Os últimos anos têm sido de muitas mudanças que influenciam na carreira. Alguns técnicos podem estar enganados quando pensam que é impossível fazer um plano de carreira por conta da dinâmica do mercado. Na verdade, o planejamento agora é mais importante do que nunca. E todas as mudanças precisam ser planejadas.

A tecnologia muda constantemente e o trabalho também. Quando planejar sua carreira, o melhor é não tentar se fixar em uma tecnologia específica, em uma função ou cargo, porque o que existe agora pode não existir daqui há alguns anos. Melhor, novos empregos e oportunidades estão sendo criados todo o tempo.

Planeje o seu aprendizado. Escolha os trabalhos que irão lhe ensinar algo novo e valioso. Coloque a sua educação como algo de rotina, na forma como lida com o trabalho no dia-a-dia. O que você aprende no trabalho e a sua capacidade de fazê-lo rapidamente serão fundamentais para seguir em sua carreira.

Algumas empresas investem nessa linha de evolução, como exemplo a IBM. Os funcionários beneficiados têm desenvolvido uma variedade de habilidades muito maior do que estavam acostumados, e isto tem acarretado em grandes mudanças em suas estratégias de carreira.

Trata-se de uma mudança de plano de carreira, que costumava ser vertical. Agora, você pode manter-se dentro do mesmo campo tecnológico ano após ano. Atualmente, o movimento lateral é em alguns casos melhor. Permita-se um movimento lateral e você aprenderá mais sobre os negócios como um todo e construirá uma visão mais poderosa da rede de negócios. Isto não é algo incomum para os profissionais técnicos que se movem entre as unidades de negócios.

Torna-se extremamente necessário então, mais que habilidades técnicas, agora os técnicos precisam se comunicar e colaborar de forma mais efetiva porque escutar e negociar são consideradas as mais ricas habilidades, e chamam a atenção de gerentes quando eles estão considerando quem será selecionado para posições mais importantes na empresa. Em um ambiente como este, é bom permanecer flexível e manter os olhos abertos para oportunidades de treinamento que contemplem todas as áreas da empresa.

Para algumas posições cresce a ênfase de possuir uma certificação técnica. Em um mercado de trabalho competitivo, no qual existe a necessidade de demonstrar a habilidade técnicas para os clientes, a certificação é uma via excelente de comprovação – porque a certificação ainda não é uniformemente aplicada. A certificação vai incrementar sua habilidade e seu currículo e, de posse dela, você agrega estrutura e foco ao seu planejamento de carreira.

Tempo de começar

Você ainda não está convencido de que precisa planejar sua carreira? Mas ainda dá tempo de começar. Um bom caminho é identificar a motivação inicial que vai te mover – aquilo que te fará acordar pela manhã. Por exemplo:

– Eu quero seguir minha curiosidade.
– Eu quero encontrar as tecnologias mais novas e inovadoras.
– Eu quero ser capaz de fazer a diferença.
– Eu quero achar o que está errado e consertar.

Uma vez que você entendeu o que é mais importante, será capaz de ter certeza que faz o que ama – e de uma forma planejada. O próximo passo é utilizar as ferramentas e a consultoria de planificação de carreira disponíveis. Se existiu algo como um plano de carreira padronizado, isto certamente não existirá por muito tempo.

Cada pessoa precisa construir sua carreira por si próprio.

Adaptado do artigo “Fazer o que eu gosto é suficiente?” Amy Groves, com informações de Frederic Allard, Pierre Secondo, Dave A. Sinclair, Michael E. Browne e Kumar Bhaskaran.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s