Claudio Space

Por que viver é aprender!

Posts Tagged ‘ibm’

A tecnologia e os próximos 5 anos – A previsão da IBM

Posted by CLAUDIO ALVES em 21/12/2011

“Muitas pessoas esperam que as coisas aconteçam. É raro que uma organização diga: isso é uma grande mudança, e ela está vindo “. Bernie Meyerson – Vice Presidente de inovação da IBM

A IBM divulgou ao publico 5 conceitos que afirma serem as inovações que vão transformar seu modo de vida nos próximos 5 anos, não é a primeira vez que isto acontece, como trata-se de uma empresa na vanguarda da tecnologia, as suas previsões anteriores se confirmaram e/ou estão se confirmando, é o caso da nanotecnologia, entre outras.

Seguem abaixo as inovações que a IBM prevê que farão parte do nosso dia a dia, e os vídeos promovidos pela IBM (em inglês).

  1 – ENERGIA – Abasteça a sua casa com a energia que você cria

Tudo o que se move tem o potencial de criar energia. Nos próximos cinco anos, com os avanços na tecnologia de energia renovável, será possível obter energia a partir de várias fontes, desde nossos tênis de corrida até as ondas do oceano. Veja Mais (em inglês)

2 – SEGURANÇA – Você não precisará mais de senhas

Ao longo dos próximos cinco anos, a sua identidade biológica, que é única, e seus dados biométricos – definições facial, exames de retina, arquivos de voz, até mesmo o seu DNA – vão se tornar a chave para proteger a sua identidade e informações pessoais e substituir o ID e senhas. Veja Mais (em inglês).

 3 – LEITURA DA MENTE – Não será mais ilusão

Embora grande parte do cérebro permaneça como um mistério, tem sido feito progresso no entendimento e leitura de atividade elétrica cerebral, que pode ser utilizada por computadores para ver como o cérebro responde a expressões faciais, emoção e concentração de níveis, e os pensamentos de uma pessoa. Leia mais (em inglês).

  4 – MÓVEL – Diminuindo a “Brecha” digital

Pense no que você já pode fazer com seu smartphone móvel – verificar sua conta bancária, ‘twitar’, assistir televisão, e até mesmo fazer ligações telefônicas! Mas você é quem fornece dados e inicia a comunicação. Ao longo dos próximos cinco anos, os dispositivos móveis irão auxiliá-lo em sua vida diária, dando início a comunicação com você e fornecer informações úteis com base no seu contexto. Por exemplo, quando você pede o seu almoço do seu celular, você pode receber uma mensagem recomendando uma seleção saudável, com base no restaurante e seu perfil pessoal. Leia mais (em inglês).]

  5 – ANÁLISE DE DADOS – Você vai adorar o “Lixo Eletrônico” do seu e-mail

A IBM acredita que as máquinas vão avaliar informações sem a interação ou solicitação do ser humano. Quando estes sistemas se deparar com informações relevantes com base nos padrões em sua vida, será apresentado a você. Como exemplo você se cadastra para receber propagandas de uma loja, mas passam-se 3 dias e você não recebe nada, Por que? Porque não havia nada que merecia sua atenção… Mas quando você estiver saindo para uma reunião sem tomar café da manhã, você tem este texto “Não pegue a rua A, vá pela rua B que tem uma cafeteria no caminho”. Leia mais (em inglês).

_______________________________________________________________

Adaptado de asmarterplanet.com e ibmresearchnews.blogspot.com.
Anúncios

Posted in TECNOLOGIA | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Como a visualização de dados nos ajuda a entender melhor o excesso de informação.

Posted by CLAUDIO ALVES em 29/10/2011

Este vídeo é uma reprodução da palestra do evento TEDx na edição São Paulo 2010, nele a Ph.D. pelo badalado Massachusetts Institute of Technology, Fernanda Viégas fala sobra seu trabalho com interfaces amigáveis para visualização de dados.

Fernanda foi considerada em 2010 uma das mulheres mais influentes do mercado de tecnologia, segundo a revista FastCompany. Ela tornou-se especialista em uma área pouco conhecida do grande público – mas que certamente é muito valorizada por ele: a visualização de dados.

Seu trabalho é criar representações gráficas de fácil interpretação a partir de grandes volumes de dados. Em outras palavras: dar cara à montanha de números e demais informações que os computadores e a internet colocam à disposição dos usuários da rede diariamente. Podem ser índices financeiros, mas também citações de uma palavra em um livro ou ainda a sequência cronológica de fatos.

Entre seus sucessos na área, está o projeto Many Eyes, uma plataforma que pode ser usada gratuitamente pelos usários da web. O próximo passo é dar forma a novos serviços do gigante de buscas Google, que contratou a brasileira recentemente.

Segue algumas respostas interessantes da Fernanda concedidas à Veja:

Como as técnicas de visualização de dados podem mudar nossa relação com a informação? Elas podem facilitar a tarefa de lidar com a avalanche diária de notícias, por exemplo?

Essa é uma de nossas esperanças. Existem outras técnicas, mas a visualização é interessante porque não resume as coisas: ela exibe todos os dados. Outro ponto positivo: ela não cobra do leitor conhecimentos prévios de estatística. Isso significa que uma camada muito maior da população pode olhar os dados e interpretá-los. Para a imprensa, a visualização é fundamental. Afinal, cada vez mais os jornalistas têm de explicar assuntos complexos ao público. Se você puder contar uma história e também mostrar os dados relativos a ela, existe uma chance maior de as pessoas interpretarem a informação. Isso eleva o debate público.

Na Wikipédia, você deve ter descoberto informações curiosas, não?

Sim.Passei a pesquisar vários artigos diferentes. Sou chocólatra e optei por olhar mais a fundo o que tratava de chocolate. Ao olhar para o diagrama que mostrava a sucessão de edições do verbete, percebi que acontecia ali uma verdadeira guerra. Um cara chamado Daniel havia colocado no artigo um parágrafo dizendo que algumas vezes as pessoas usam chocolate para fazer uma tipo de escultura surrealista chamado coulage. Alguém discordou e retirou o trecho do ar. Insistente, o Daniel republicou sua afirmação. Esse processo de “tira-e-põe” durou semanas até que o rapaz desistiu. Recentemente, em uma análise do Twitter, percebi que muitas vezes os marqueteiros demoram para entender a razão pela qual um assunto se transforma em trending topic no microblog, ou seja, um tema muito comentado. Mapeei o TT “chuva de chocolate”, uma ação de uma empresa cujo objetivo era promover um evento na Avenida Paulista, em São Paulo. A ideia parecia ter agradado os internautas, e a repercussão foi motivo de comemoração para os organizadores do barulho. Algumas horas depois, contudo, verifiquei os resultados e reparei que muitas palavras associadas ao trending topic eram negativas. As pessoas compareceram ao local, mas a tal chuva era de papel picado, e não de chocolate. Resultado: os marqueteiros estavam comemorando uma ação que havia sido um fracasso.

O Many Eyes: neste exemplo, descobriu-se que o termo ‘Deus’ aparece 4.375 vezes na Bíblia

Posted in TECNOLOGIA | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Curso de Inglês Online da IBM

Posted by CLAUDIO ALVES em 06/09/2011

 A IBM Brasil oferece um curso gratuito de inglês a distância, voltado especificamente a estudantes e profissionais de TI.

Segundo a Big Blue, o chamado English4Smart foi criado com o objetivo de minimizar a carência de profissionais que falam o idioma,  o seu conteúdo foi desenvolvido pelo instituto de idiomas União Cultural Brasil Estados Unidos, que também irá disponibilizar certificados digitais aos participantes.

O curso, bem como outros temas ligados à área de TI estão hospedados no recém-criado portal TI Smart www.ti-smart.com.br (basta digitar English4Smart na busca do site para acessar o curso).

A empresa afirma que o English4Smart é voltado ao inglês utilizado no mundo dos negócios. O seu conteúdo foi desenvolvido pelo instituto de idiomas União Cultural Brasil Estados Unidos, parceiro no projeto e que também irá disponibilizar certificados digitais aos participantes.

“Uma das áreas que mais geram oportunidades de emprego na IBM é a de exportação de serviços. Por isso, o conhecimento do inglês é fundamental. É importante acelerar a formação dos profissionais para acompanhar o crescimento do mercado”, afirma Edson Luiz Pereira, gerente de parcerias educacionais da companhia.

O portal ‘TI-Smart‘, além de hospedar o curso de inglês online, também terá atrativos como: notícias de TI, depoimento de profissionais que atuam na área, estudos de casos de soluções e anúncios de vagas de empregos da IBM e de parceiros de negócios. Os interessados nas ofertas de vagas poderão, inclusive, cadastrar seus currículos no próprio portal.

Posted in Curriculum, DIA a DIA, DICAS E CURSOS, Idiomas, TECNOLOGIA | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Novo chip da IBM simula cérebro humano

Posted by CLAUDIO ALVES em 26/08/2011

A IBM anunciou ter criado um chip projetado para imitar a capacidade do cérebro humano para entender seu entorno, agir sobre as coisas que acontecem ao seu redor e fazer o sentido de dados complexos.

Em vez de exigir o tipo de programação que os computadores têm necessário para a metade do século passado, o chip experimental permitirá uma nova geração de computadores, chamados de “computadores cognitivos”,  que aprende através de suas experiências e forma suas próprias teorias sobre o que significam essas experiências.

Os chip faz parte do projeto batizado SYNAPSE (Sistemas de neuromórfica Adaptive plástico Eletrônica Scalable). Os dois protótipos de chips são um passo para deixar os computadores “razão” em vez de reagir apenas com base em dados que foram pré-programados, a IBM diz.

“Imagine semáforos que pode integrar imagens, sons e cheiros e cruzamentos perigosos antes de bandeira desastre acontece”, disse Dharmendra Modha, o líder de projeto da IBM Research. “Ou imagine cognitiva co-processadores que por sua vez servidores, laptops, tablets e telefones em máquinas que possam interagir melhor com seus ambientes.”

Potência dos chips de processamento não é muito diferente do supercomputador da IBM Watson que bateu dois campeões humanos em “Jeopardy!” este ano.

Outros cenários os pesquisadores prevêem: Um sistema de computação que pudesse monitorar a oferta mundial de água – medindo coisas como altura, temperatura onda de pressão, e acústica – em seguida, dar um aviso quando pensa que um tsunami é provável.

Ou imagine um sensor que um dono de supermercado poderia usar para ler paisagens, cheiros e temperaturas e dar um alerta que produzem pode ter ido mal.

“Os computadores que temos hoje são mais como calculadoras,” disse Modha VentureBeat blog de ​​tecnologia . “Nós queremos fazer algo parecido com o cérebro. É uma partida brusca com o passado.”

Um dos núcleos protótipo contém o que equivale a 262.144 sinapses programáveis, eo outro contém 65.536 sinapses de aprendizagem.

Usando os chips, pesquisadores da IBM construíram um “muro de cérebros” em um San Jose, Califórnia, de laboratório. O objectivo a longo prazo? Um chip de um centímetro quadrado com o equivalente de 1 milhão de neurônios e 10 bilhões de sinapses.

Modha e outros pesquisadores dizem que o uso de técnicas de programação atual, qualquer computador que se aproximou que eles estão tentando com o projeto SYNAPSE teria que ser maior e que sugam mais energia.
Para a próxima fase da sinapse, a IBM montou equipes da Columbia University, Cornell University, da Universidade da Califórnia, Merced e da Universidade de Wisconsin, Madison.

Confira abaixo o vídeo divulgado sobre o assunto (em inglês):

FONTE DA MATERIA:http://www.cnn.com/TECH/

Posted in TECNOLOGIA | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

ITIL – VALOR AGREGADO

Posted by CLAUDIO ALVES em 12/08/2010


Um dos maiores problemas enfrentados pelas empresas atualmente é a manutenção de processos efetivos para a gestão do ambiente de TI. Um dos momentos em que isso costuma ficar evidente é quando uma empresa entra num processo de terceirização, no qual cada atividade sua tem que ser mapeada e priorizada adequadamente. Nesse momento é comum descobrir que muitos procedimentos não estão documentados e só existem na cabeça de alguns profissionais, e que conhecimentos de áreas críticas estão sob responsabilidade de um pequeno grupo de profissionais.
Esses são exemplos de situações enfrentadas pelas empresas e que deixam os executivos preocupados em melhorar o desempenho e reduzir os custos de seus ambiente de TI. Mas como pode ser possível fazer isso se não houver conhecimento sobre aspectos importantes do ambiente de TI atual, tais como capacidade, desempenho, níveis de serviço e demais métricas necessárias para uma gestão eficaz?
Existem vários métodos, frameworks e modelos que podem ser adotados para entender melhor o ambiente de TI e seus processos. Entre esses destaca-se o modelo de referência ITIL (Information Technology Infrastructure Library) que possui foco específico em gestão de serviços de TI e a partir do qual surgiu a norma ISO/IEC2000. 
O ITIL trata de diversas disciplinas de gestão, com o objetivo principal de transformar os serviços e processos de TI em valor para o negócio da organização que o adota. O modelo não deve ser visto como um padrão ou coletânea de regras rígidas a serem adotadas, mas sim como um guia de melhores práticas de mercado, sendo flexível e adaptável à realidade dos provedores de TI, agregando valor e, quando possível, aproveitando processos já existentes, sempre procurando manter a aderência ao conjunto de melhores práticas nele definido. O ITIL na sua versão mais atual (v3) é dívidido em cinco livros, a saber:
– Estratégia do Serviço (Service Strategy);
– Projeto do Serviço (Service Design);
– Transição do Serviço (Service Transition);
– Operação do Serviço (Service Operation);
– Melhoria Continua do Serviço (Continual Service Improvement).
As boas práticas do ITIL ajudam os provedores de serviços TI, sejam internos ou externos, a entender o ciclo de vida de cada atividade, mensurar, apresentar resultados, definir expectativas de crescimento e, principalmente, ajudar a entender e reduzir os custos com os serviços de TI. O gestão de serviços com o ITIL visa utilizar melhor os recursos de TI, aproveitando a capacidade do ambiente, organizando e disponibilizando melhor o conhecimento, reduzindo a ociosidade de recursos (pessoas e equipamentos) e produzindo processos que possam ser repetidos, medidos e melhorados.
As disciplinas devem ser consideradas de acordo com cada ambiente, podendo variar nas suas implementações, mas sempre devem observar quesitos básicos como gestão de contratos, disponibilidade, escalabilidade, custo, confiabilidade, incidentes e segurança. Adotar uma base de conhecimento unica para facilitar a troca de informação entre as áreas da empresa agiliza a tomada de decisões em momentos de crise e permite um crescimento estruturado baseado em medidores de desempenho, os quais identificam pontos fortes e pontos a serem melhorados.
O ITIL não deve ser visto como uma ameaça às estruturas atuais, mas sim como um complemento que ajuda a melhorar o ciclo de vida dos processos. E deve ser usado como uma ferramenta de transformação e melhoria contínua na prestação de serviços de TI e geração de valor aos clientes.
Para saber mais:

Posted in ITIL, TECNOLOGIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »